Grife Hugo Peretti

Mais Valor

A contínua busca pela qualidade e pela confiança do consumidor, somada ao conhecimento técnico de mais de seis décadas dedicadas à construção, estruturam nossa grife e a convertem em uma das mais reconhecidas construtoras do Brasil. Um imóvel Hugo Peretti agrega valores tais como rentabilidade, liquidez, avanços tecnológicos, inovações arquitetônicas e engenharia aperfeiçoada dia após dia. A construtora Hugo Peretti entrega aos seus clientes muito mais do que um imóvel. Cada empreendimento que trazemos à vida carrega vasto acervo técnico e valores transmitidos por três gerações de construtores dedicados a pesquisa, planejamento e desenvolvimento de imóveis elaborados.

Linha do Tempo

Desde seu nascimento, a construtora Hugo Peretti aperfeiçoa um modelo de atuação com enfoque em gestão e comprometimento com o cliente. Tais valores resultaram em saltos de tecnologia e nos serviços da empresa, ajudando a formar um conceito muito particular para os imóveis da Hugo Peretti. Clique sobre cada foto para obter informações sobre a evolução da empresa.

1945

Ao final da 2ª Guerra nasce de um jovem a Hugo Peretti, sonho empreendedor.

1950

Larga construção de residências sob encomenda.

1954

Surge o primeiro “arranha-céu” de Curitiba, o Edifício Silva Lopes.

1969

Obras de vulto como o Edifício Alvorada mudam Curitiba.

1978

Em fase moderna, a Hugo Peretti inicia obras na Visconde de Guarapuava e obras púbicas.

1990

A Hugo Peretti atravessa as décadas de 80 e 90 investindo em inovação e se aproxima dos clientes cada vez mais.

2001

Arquitetura de vanguarda e funcionalidade se unem à tecnologia e sofisticação.

2006

Projetos ousados coroam a histórica caminhada de Hugo Peretti.

2008

Edifício Sandos Dumont. Homenagem da Construtora Hugo Peretti ao centenário da aviação. Projeto contemporâneo e marcante no coração Ecoville.

2009

No Alto da XV, um dos últimos projetos do brilhante arquiteto Julio Pechmann para uma construtora paranaense.

2012

Porto Bellagio. Ousadia em design, arquitetura e engenharia unidos em um dos mais marcantes projetos de Curitiba.

2014

Edifício empresarial corporativo built to suit, infraestrutura ambiental, tecnológica e corporativa de última geração.

2016

Edifício Vogue. Inspirado na arquitetura holandesa, faz referência ao estilo de vida prático e integrado ao bairro Alto da Glória.

2016

Edifício Lago di Lugano. Traços equilibrados marcam este empreendimento que fica a apenas quatro quadras do Museu Oscar Niemeyer e Bosque do Papa.

Atendendo os Desejos do Cliente

Em 1945 o mundo estava diante do desafio de reconstruir-se e inovar o ambiente de negócios global, destruído pela Segunda Grande Guerra.

Neste novo cenário, aonde a produção ditava as regras da retomada pelo crescimento econômico, o engenheiro Hugo Peretti desenvolveu o modelo de uma construtora ágil e com elevada qualidade de serviços. Acreditando nos valores do empreendedorismo o jovem empresário, formado em Engenharia pela Universidade Federal do Paraná, dividia-se nas madrugadas entre cálculos estruturais e projetos arquitetônicos para então, durante o dia, acompanhar suas primeiras obras.

Apaixonado por construção civil, Hugo vislumbrava uma cidade moderna, com avenidas amplas, transporte coletivo pleno e equipamentos urbanos modernizados. Sendo Curitiba uma capital economicamente pulsante, haveria elevada demanda por inovação construtiva e qualidade de atendimento. Em seus projetos pioneiros, Hugo Peretti criou o conceito preservado até hoje por seus descendentes empresariais: construir atendendo aos desejos do cliente.

Em 1954 a Hugo Peretti e Cia Ltda., agora reconhecida como uma das líderes do mercado deixava de construir residências térreas e pequenos edifícios para começar a construção de sua primeira grande obra: o Edifício Silva Lopes, o primeiro “arranha céu” de Curitiba, na Rua Comendador Araújo esquina com Visconde do Rio Branco.

Desde então a empresa executou obras de grande expressão, tais como o Victoria Villa Hotel, os Hospitais São Judas Tadeu e Erasto Gaertner, também a maternidade Santa Brígida, entre mais de cem edifícios, residenciais, comerciais ou públicos, sempre autofinanciando seus empreendimentos, característica que a empresa preserva ainda hoje.

Como anteviu Hugo Peretti, em mais de sessenta anos o avanço tecnológico prossegue a ampliar os limites da construção civil e Curitiba se consolidou como capital de relevância continental. Neste cenário, sua construtora, sob a direção de Percy Peretti e Hugo Peretti Neto, permanece concebendo edifícios avançados.

A ousadia que marcou a vitória dos aliados na Segunda Guerra Mundial tornou-se marca registrada de uma empresa cujos valores corporativos tais como planejamento, austeridade, tecnicismo e precisão se converteram em base para a atuação em um segmento vital para a economia brasileira.